O nosso Website utiliza cookies próprios e de terceiros para personalizar a navegação e melhorar os seus serviços mediante a análise dos hábitos de navegação dos utilizadores. Ao continuar a navegar está a concordar com o seu uso em conformidade com a nossa Política de Cookies. Ver mais informações / X

IDI

IDI

Os Laboratorios Viñas investigam e desenvolvem constantemente novas soluções terapêuticas com o objetivo de melhorar a qualidade de vida e o bem-estar das pessoas.
A capacidade e a infraestrutura científica que os Laboratorios Viñas dispõem permitiram à equipa de investigação enfrentar com sucesso o desenvolvimento de medicamentos, produtos sanitários, suplementos nutricionais e produtos de dermofarmácia. Este desenvolvimento abrange a síntese das moléculas originais, os estudos fármaco-toxicológicos, o desenvolvimento galénico e a execução dos ensaios clínicos para demonstrar a sua eficácia e inocuidade. Por isso a área de Investigação está dividida em quatro unidades: Química, Farmacologia, Galénica e Clínica.
Investigação química

Investigação química

Na área de investigação Química efetua-se: síntese de moléculas originais com potencial terapêutico (moléculas novas como de outros princípios ativos conhecidos), conceção de novos meios e processos, caracterização de impurezas, otimização de processos e escala industrial em instalação-piloto própria ou em colaboração com instalação industrial, desenvolvimento de documentação técnica e de registo (EDMF), e de produção de acordo com as normas GMP. O fruto da investigação química traduz-se na obtenção de patentes nacionais e internacionais e do DMF das moléculas investigadas.
Investigação farmacológica

Investigação farmacológica

A área de investigação Farmacológica centra-se no estudo da atividade das novas moléculas obtidas na área Química, em Farmacologia analisa-se: rastreio de novos princípios ativos e estabelecimento (em centro próprio e centros externos) dos perfis farmacodinâmico, toxicológico e farmacocinético, todos eles necessários para cumprir os requisitos do registo de medicamentos de uso humano. Os trabalhos de investigação farmacológica geraram várias publicações científicas em revistas internacionais e a inclusão da monografia do princípio ativo original, acexamato de zinco, na Farmacopeia Europeia.
Investigação galénica

Investigação galénica

A área de investigação galénica centra-se no desenvolvimento de diferentes formas tópicas e orais que permitam a vetorização dos princípios ativos, para que tenham a máxima eficácia e uma tolerância idónea. Nesta área estuda-se: a viabilidade de projetos, a seleção da forma farmacêutica, a escolha dos excipientes adequados, o estabelecimento das características físico-químicas e organolépticas, os ensaios de aplicação e os estudos de estabilidade.

As linhas de investigação têm sido dirigidas a formas galénicas correspondentes a suspensões, géis, emulsões, soluções, suportes impregnados, sprays, aerossóis, etc. Os trabalhos de investigação galénica permitiram-nos uma constante inovação em diversos medicamentos e produtos dermatológicos originais.
Investigação clínica

Investigação clínica

A área de investigação Clínica centra-se no estudo da eficácia e segurança dos medicamentos, antes da sua comercialização, mediante a realização de ensaios clínicos em humanos. Nesta área efetuam-se: a preparação de protocolos, a localização de centros para a realização de ensaios clínicos (Fase I, II e III), a tramitação de autorizações e as análises estatísticas dos resultados.

Nesta área também se efetua a conceção, a monitorização e a análise estatística dos resultados destes ensaios efetuados em centros hospitalares. Os ensaios clínicos geraram artigos científicos originais publicados em revistas nacionais e internacionais.
Más Partilhar